Inteligência

Inteligência emocional descreve a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

O termo inteligência tem origem no latim intelligencia, que significa entender, compreender. O nível de inteligência de um indivíduo crê-se a partir de um misto de combinações de elementos:

  • § Motivação;
  • § Capacidade de adaptação ao ambiente;
  • § Sobrevivência;
  • § Aprendizagem;
  • § Raciocínio associativo-criativo;
  • § Pensamento abstracto.

Segundo Goleman, a inteligência emocional pode ser classificada em cinco habilidades:

  • § Auto-Conhecimento Emocional – reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando ocorrem;
  • § Controlo Emocional – lidar com os próprios sentimentos, adequando-os a cada situação vivida;
  • § Auto-Motivação – dirigir as emoções com um objectivo ou realização pessoal;
  • § Reconhecimento das emoções de outras pessoas – entender as emoções do outro e empatia de sentimentos;
  • § Habilidade em relacionamentos inter-pessoais – interacção com os outros indivíduos utilizando competências sociais.

O Quociente de Inteligência (Diferente de conceito de inteligência), deriva de um número estatístico que indica capacidades comparativas e relativas que podem ser usadas para obter dados sobre o conhecimento. Algumas destas capacidades mentais podem ser medidas com precisão. O QI é expresso numericamente e resulta da aplicação da seguinte fórmula:

Idade Mental/ Idade Cronológica x 100

Sendo o resultado classificado por diferentes tipos de inteligências:

  • § QI = 100 – inteligência normal
  • § QI > 100 – inteligência superior á media
  • § QI < 100 – inteligência abaixo da media

Quando a pontuação do QI é mais alta não significa que o indivíduo tenha a garantia que alcançar a felicidade, alegria, bem-estar intra ou interpessoal ou crescimento espiritual. Assim como uma baixa pontuação do QI não significa que um indivíduo será financeira, moral e emocionalmente fracassado.

Segundo vários autores distinguem-se dois tipos de inteligência:

  • § Inteligência Prática – baseada na aprendizagem de movimentos através da observação e imitação de modelos.
  • § Inteligência Conceptual – “é inseparável da função da linguagem e do uso de símbolos e consiste em elaborar conceitos, formular juízos, construir raciocínios” (cit in Saraiva, 1997:159)

Relembrando, a inteligência é um conceito multifacetado e por muito completo que seja cada conceito, a sua definição não tem qualquer poder para indicar quando uma pessoa é mais ou menos inteligente que outra.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s