Controlo das Emoções

Ao longo do nosso percurso de vida fomos guardando no cérebro algumas imagens de acontecimentos que nos permitem recordar momentos por que passamos que estão ligados a sensações, nomeadamente corporais.

É através das nossas recordações que decidimos qual o melhor caminho, pois temos sempre em conta o que de mau ou bom aconteceu e assim conseguimos ter um melhor raciocínio.

Todas as experiências relativamente ao que gostamos ou detestamos estão guardadas na nossa mente e corpo. Estes marcadores somáticos foram adquiridos com as aprendizagens a nível de educação e socialização, tal como defende Damásio.

Se tivermos marcadores positivos somos pessoas de bem com a vida, pessoas que estão bem a nível emocional e que podem tomar decisões acertadas e conscientes.

Cada um tem a sua maneira de reagir no imediato a uma tomada de decisão e aos acontecimentos que surgem, e essa forma de reagir está em muito ligada ao percurso de vida de cada um. Existe uma visualização de recordações que auxiliam uma decisão, bem como a sociedade onde estamos inseridos desde o nascimento, crenças, valores, educação e contactos com a população.

Chabot chama-nos à atenção para o facto de ser importante cada indivíduo se defender de certas influências que o possma prejudicar. Nem tudo o que recebemos da sociedade é positivo, por isso é necessária a inteligência emocional para cada um saber excluir o que não é bom para não prejudicar o seu futuro, a sua vida.

Existem comportamentos passados que estão gravados na mente de cada um por terem sido castigados ou recompensados e tal como acima referido, estão presentes no momento em que um indivíduo tem de tomar uma decisão, pois relembramos as emoções que podem favorecer ou não as decisões pois podem bloquear ou atrasar a nossa forma de pensar e em decidir caso as emoções sejam negativas, se forem positivas podem dar entusiasmo.

A inteligência emocional interfere em todas as capacidades, quer pelo lado positivo quer pelo lado negativo, daí que seja muito importante a auto-regulação que deve ser feita durante todo dia para melhor lidar com os problemas sem nos exaltarmos, tal como defende Goleman.

Para Bowlby e Winnicott as emoções além de fragilidades são potências se soubermos controlá-las e com elas saber decidir consoante o que desejamos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s